Paula Gomes
  • Colaboradora de Artes

Um dia quase Luisa, agora e para sempre Paula Gomes, só Paula, 18 anos, uma criançona, sabe nada da vida. Ah, sou de Sampa, Sampa da fria garoa, das ruas coloridas e da gente boa. Me arrasto pelos palcos e pelas bibliotecas, só finjo saber algumas coisas. Só não perco a cabeça porque fotografei ou escrevi e às vezes brinco de ser qualquer coisa. Tem números? Não sei! Como é isso em palavras? Dá pra soletrar? Seria até melhor se desenhasse, viu. Mas no final a gente resolve tudo com um sorriso e um abraço (só um não, né). :)

26 de novembro de 2014
Ilustração: Marina Sader. “O corpo mexe-se como um copo quente, quente é o corpo que não se esquece, que vai lá e se aquece, ao movimentar-se em...
22 de novembro de 2014
*Texto de Amanda Lima e Paula Gomes Ser mulher negra significa, infelizmente, estar constantemente sofrendo colocações históricas e racistas em relação a...
20 de novembro de 2014
Ilustração por: Helena Zelic Texto de Paula Gomes e Stephanie Ribeiro Quais são as suas artistas preferidas? Isso mesmo, artistas mulheres, quais?...
18 de setembro de 2014
Pensar em samba é costumeiramente (e infelizmente) imaginar uma roda com homens, tocando alguns instrumentos, como pandeiro ou cavaquinho, e em volta mulheres...
Sobre

A Capitolina é uma revista online independente para garotas adolescentes. Nossa intenção é representar todas as jovens, especialmente as que se sentem excluídas pelos moldes tradicionais da adolescência, mostrando que elas têm espaço para crescerem da forma que são.

Arquivos