Vanessa Raposo
  • Coordenadora de Tech & Games

Vanessa é carioca, mas aos 25 anos sente que o mundo é grande demais para se pertencer a só um lugar. Por isso, passa boa parte do tempo em paisagens imaginárias e planejando suas próximas viagens - que podem ou não acontecer (“As passagens pra Plutão ainda estão disponíveis, moço?”). Gosta de filmes da Disney e de musicais mais do que dizem ser aconselhável para sua idade. Quando não está pseudofilosofando sobre o papel dos videogames na cultura pop, pode ser encontrada debruçada sobre seu laptop, arrancando os cabelos por alguma história que cisma em não querer ser escrita. 

6 de abril de 2016
Preciso fazer uma confissão: Harvey's New Eyes me surpreendeu. E de uma forma muito, muito positiva. Comprei o game há uns anos e comecei a jogar com o...
4 de fevereiro de 2016
Muitas pessoas gostam de seguir o lema "ano novo, vida nova" e aproveitam a virada pra renovar o máximo de coisas possíveis – eu (Fê) curto terminar...
13 de janeiro de 2016
Até pouco tempo atrás, quando alguém falava em “hoverboard” a primeira coisa que vinha à cabeça da maioria das pessoas era aquela clássica cena de...
30 de dezembro de 2015
O ano de 2015 não foi tão ruim para jogos. Vimos o indie Undertale arrasar quarteirões, Fallout 4 roubar alguns milênios de nossas vidas e The Witcher 3...
2 de dezembro de 2015
Ainda me lembro da primeira vez que estive em um evento de anime. Eu tinha 14 anos e só obtive permissão porque fui escoltada por basicamente a minha...
25 de novembro de 2015
Se você joga videogame com alguma frequência, provavelmente sabe que eles são capazes de provocar um monte de emoções. Das mais óbvias, como frustração...
11 de novembro de 2015
Mesmo na internet, nem tudo é para os olhos dos outros. Eu tenho um blog sobre o qual não falo para ninguém. Sempre digo, brincando, que tumblr é o oposto...
7 de outubro de 2015
Como (talvez) diria o seu avô: “Mas essa tal de internet veio mesmo para ficar, não é?” Hoje, difícil mesmo é encontrar alguém que discorde dessa...
23 de setembro de 2015
Quando a gente senta para conversar sobre como os games têm dificuldade de sair do loop de violência-pontos-diversão, pelo menos uma pessoa na mesa os...
2 de setembro de 2015
Dando continuidade a nosso projeto de introduzir vocês às manhas de fazer jogos simples com ferramentas gratuitas, apresentamos o tutorial do Construct 2...
5 de agosto de 2015
No mês passado usamos o RPG Maker para fazer um joguinho com uma das ferramentas gratuitas mais simples de serem usadas por principiantes. Hoje vamos subir...
Sobre

A Capitolina é uma revista online independente para garotas adolescentes. Nossa intenção é representar todas as jovens, especialmente as que se sentem excluídas pelos moldes tradicionais da adolescência, mostrando que elas têm espaço para crescerem da forma que são.