1 de março de 2017 | Ano 3, Edição #31 | Texto: and | Ilustração: Dora Leroy
Carta das Editoras #31: Luta

O tema que escolhemos para o especial de março é LUTA e não foi por acaso. Esse é um mês repleto de datas importantes, que nos lembram da existência de diversas formas de luta: individual, coletiva, pela internet, pela escrita, pela música…

A Capitolina nasceu da nossa crença que as adolescentes e jovens são uma força de extrema importância na luta por direitos iguais e respeito. A gente sabe que às vezes parece que o mundo tenta nos convencer de que não vale a pena lutar, que não vamos chegar a lugar nenhum… Mas isso não deve nos impedir de lutar pelo que acreditamos. Lembrem sempre que vocês não estão sozinhas na luta e que somos mais fortes juntas. A Capitolina é composta por um time de mulheres que acreditaram que unidas podem fazer uma comunicação diferente e estamos aqui três anos depois fazendo exatamente isso para e com vocês.

E, para essa luta, não precisamos necessariamente de armamento ou de violência. Fazemos uso das nossas palavras e da nossa arte para exigir que todos os seres humanos sejam tratados com dignidade. E toda forma de luta é válida!

Se você ainda não tem muita certeza como vc pode lutar, damos algumas sugestões:

 

  • Assine petições online: Muitas instituições fazem uso de plataformas na internet para juntar assinaturas para causas importantes. Procure por causas nas quais você acredita e criadas por instituições sérias em sites como o Avaaz.
  • Junte-se a marchas ou protestos: Coletivos de mulheres, da população negra, de grupos LGBTQ, e de trabalhadores sempre organizam marchas e protestos para questionar violações de direitos. Procure por grupos perto de você.
  • Converse: Convide amigos para rodas de conversas temáticas sobre lutas, crie grupos em redes sociais para levantar temas de seu interesse, busque por grupos que já conversem sobre esses temas.
  • Faça arte política: Se você gosta de arte, use-a para a sua luta. Poesias, contos, músicas, ilustrações, fotografias, artigos são algumas das mais diversas formas de arte que podem ser usada para reafirmar seu ponto de vista.
  • Se integre ao movimento estudantil da sua escola: Seja Grêmio, Centro ou Diretório Acadêmico, toda escola e curso conta com representação de alunos.  Busque conhecer mais sobre esses espaços para ajudar a discutir a realidade da sua escola.
  • Ouça mais: Preste atenção no que os grupos marginalizados estão tentando falar, leia mais textos sobre as lutas com a qual você não tem muita intimidade. Dar voz às minorias é uma forma de luta.

Como falamos, no mês de março teremos muitas datas importantes, e algumas delas serão discutidas no nosso especial. Durante esse mês teremos na revista infográficos, linhas do tempo, entrevistas e uma playlist maravilhosa.

Datas importantes para conhecer e lembrar:

  • 07/03 – Grande Marcha em Selma, Montgomery, 1963
  • 08/03 – Dia Internacional da Mulher
  • 10/03 – Nos EUA, Dia da Harriet Tubman
  • 11/03 – Dia Internacional das Vítimas de Terrorismo
  • 21/03 – Dia Internacional Contra a Discriminação Racial
  • 24/03 – Dia Mundial da Juventude
  • 25/03 – Dia da Solidariedade da Pessoa Detenta ou Desaparecida
  • 25/03 – Dia Nacional do Orgulho Gay
Vicky Régia
  • Conselho Editorial
  • Coordenadora de Se Liga
  • Coordenadora de Esportes
  • Colaboradora de Artes
  • Colaboradora de Sociedade
  • Colaboradora de Educação

Vitória Régia tem 23 anos, é formada em jornalismo e acredita no poder da comunicação para mudança social. É nordestina de nascimento, paulista de criação e carioca por opção. É apaixonada pela arte de contar histórias e dedica a vida a militância nos movimentos feminista, negro e LGBT.

Gleice Cardoso
  • Coordenadora de Sociedade
  • Conselho Editorial
  • Colaboradora de Se Liga

Nascida e criada em Belo Horizonte - MG, é psicóloga e trabalha com pessoas em situação de risco e violação de direitos há quase 10 anos. Mulher negra, só descobriu a força de identificar-se como tal há pouco tempo, pois cresceu acreditando que era "moreninha". Tem duas gatas e um cachorro, mas queria ter 30 de cada. Tem vontade de comer sorvete todo dia (menos de manga) e faz crochê pra relaxar.

Sobre

A Capitolina é uma revista online independente para garotas adolescentes. Nossa intenção é representar todas as jovens, especialmente as que se sentem excluídas pelos moldes tradicionais da adolescência, mostrando que elas têm espaço para crescerem da forma que são.

Arquivos