7 de maio de 2014 | Edição #2 | Texto: , e | Ilustração: Clara Browne
Carta das Editoras #2: Sonhos
Ilustração: Clara Browne.

Passou um mês desde que a Capitolina foi ao ar, um mês em que – ao mesmo tempo que passou muito rápido – passou muito devagar, em que tudo foi maravilhoso e um pouco assustador, um mês cheio de emoções, turbilhões e a sensação de que isso tudo não pode ser real. Por isso, nada melhor do que entrar em maio com uma edição sobre sonhos. Porque, afinal, a Capitolina começou assim: um sonho de uma menina, aí de mais umas, aí de mais outras, aí de mais muitas, até ser a concretização deste sonho conjunto de mais de sessenta garotas.

Até o fim deste mês, vamos falar de tudo que passa pelo tema “sonho”, em suas mais diversas formas – de surrealismo a sonhos eróticos, de Martin Luther King a Jung, de noites insones àquele desejo de conhecer seu maior ídolo, e mais e mais e mais. E, no fim de tudo isso, queremos que vocês saiam com esta mensagem: é importante sonhar. Sonhar muito. Sonhar alto. Porque quem sabe esse sonho não se concretiza? O nosso está se concretizando.

Muito obrigada a todas as pessoas que nos leram neste primeiro mês, por fazerem parte desse pedacinho de sonho que é a Capitolina. Esperamos que vocês, e mais todas as outras que decidirem nos acompanhar ao longo do tempo, aproveitem esse caminho flutuante pelo mundo dos sonhos não só até o fim de maio, quando o tema em si acaba, mas por toda a vida – da revista e das leitoras –, porque sonhos não devem acabar nunca.

Tags:
Sofia Soter
  • Cofundadora
  • Ex-editora Geral

Sofia tem 25 anos, mora no Rio de Janeiro e se formou em Relações Internacionais. É escritora, revisora e tradutora, construindo passo a passo seu próprio império editorial megalomaníaco. Está convencida de que é uma princesa, se inspira mais do que devia em Gossip Girl, e tem dificuldade para diferenciar ficção e realidade. Tem igual aversão a segredos, frustração, injustiça e injeções. É 50% Lufa-Lufa e 50% Sonserina.

Clara Browne
  • Cofundadora
  • Ex-editora Geral

Clara nasceu em 1994 no Rio de Janeiro, mas se mudou para São Paulo ainda pequena. Estuda Letras e sempre gostou mais de poesia do que de prosa. Ama arte moderna, suéteres e o musical Jesus Cristo Superstar. Aprendeu a fazer piadas com seu nome e sobrenome por sobrevivência. Em setembro de 2013, teve a ideia da Capitolina, a qual co-editou até setembro de 2016. Hoje em dia, ela escreve pra um montão de lugares. É 50% Corvinal e 50% Lufa-Lufa.

Lorena Piñeiro
  • Cofundadora
  • Ex-editora Geral

Lorena tem 26 anos e mora no Rio, embora tenha crescido nos subúrbios da Internet. Trabalha com análise de roteiros televisivos, avalia manuscritos literários, traduz e revisa obras em inglês e escreve por aí. É igualmente fascinada pelo gracioso e pelo grotesco. Adora filmes de terror, livros de fantasia, arte surrealista e qualquer coisa que não carregue o mínimo semblante de realidade. Tem empatia até por objetos inanimados e queria ser um urso ?•?•?

Sobre

A Capitolina é uma revista online independente para garotas adolescentes. Nossa intenção é representar todas as jovens, especialmente as que se sentem excluídas pelos moldes tradicionais da adolescência, mostrando que elas têm espaço para crescerem da forma que são.

Arquivos