Colunas
23 de junho de 2017
Tornou-se recorrente que, quando uma mulher negra é eleita vencedora de algum concurso de  beleza ou por alguma revista como a mulher mais bonita do mundo,...
22 de junho de 2017
“como é tão fácil pra você ser gentil com as pessoas ele perguntou leite e mel pingaram dos meus lábios quando respondi porque as...
17 de junho de 2017
O filme Tudo e todas as coisas estreia nesse fim de semana. Baseado no best-seller homônimo, o longa metragem conta a história de Madeline (Amandla...
10 de junho de 2017
Às vezes queremos perguntar alguma coisa para alguém e não sabemos direito para quem perguntar, né? Por isso resolvemos começar uma coluna de conselhos na...
10 de junho de 2017
ia das/os namoradas/os. Cinema lotado de gente. Filmes românticos nas telinhas. Andar pelas ruas e ver aqueles casais abraçados. Buquês de rosas vermelhas...
9 de junho de 2017
Cada vez mais temos escutado sobre transição capilar, no poo e low poo em blogs, vídeos do YouTube e sites voltados para cuidados com o cabelo. Um número...
7 de junho de 2017
UM AVISO: esse será um texto em que falarei bastante em primeira pessoa. Já fica aqui o convite para você dizer o que achou deixando seus comentários ao...
4 de junho de 2017
Estudar é algo extremamente difícil para muitas pessoas. Às vezes, não temos vontade porque encaramos a atividade como algo chato, cansativo e penoso....
2 de junho de 2017
“O que você acha que é tão ruim em ‘menina’? Eu sou uma menina, e sua chefe, e poderosa, e rica, e gostosa, e esperta. Então, se você acha que o...
30 de maio de 2017
Queridas, As últimas semanas foram porreta – e quando não é? Faleceu o avô, sucumbiu o relacionamento que me ensinou a amar. Fiquei ansiosa, vivi...
25 de maio de 2017
Muitas autoras e autores por toda a ficção imaginaram como seria o futuro. As relações interpessoais e o nosso modo de viver seriam altamente afetados...
Sobre

A Capitolina é uma revista online independente para garotas adolescentes. Nossa intenção é representar todas as jovens, especialmente as que se sentem excluídas pelos moldes tradicionais da adolescência, mostrando que elas têm espaço para crescerem da forma que são.

Arquivos