Colunas
18 de abril de 2014
Na semana passada a gente contou porque gosta tanto de botar a mão na massa, e a Luiza e a Bárbara compartilharam suas receitas. Esta semana é a vez das...
17 de abril de 2014
(Nessa série, uma colaboradora da Capitolina compartilha uma música que faz parte da sua vida. Sabe, aquela que se tua vida fosse um filme, essa música...
16 de abril de 2014
Diversos aplicativos podem te ajudar a desenferrujar. O Busuu é um deles. Foto: divulgação. Texto por Camila Achutti Estreando nossa sessão "Cinco...
15 de abril de 2014
Depois de todo esse tempo (sete dias, para sermos mais exatas), mais um turno de apresentações da área de  Estudo & Profissão (ou Escola, Vestibular...
14 de abril de 2014
INT. QUARTO DE ANA – NOITE Aconchegada em sua cama, ANA (14) divide a atenção entre o laptop cheio de adesivos coloridos e o lanchinho que assaltou da...
13 de abril de 2014
Texto de Nataila Mitiko. Primer, base, pó, sombra, iluminador, pó matificante... Ufa! Para quem não está habituado com tanta coisa assim, começar a se...
12 de abril de 2014
Dentre as mais de sessenta meninas que constituem a equipe da Revista Capitolina, onze de nós decidimos compor o grupo que escreveria sobre um assunto...
11 de abril de 2014
Durante o processo de definir qual seria a pauta do nosso primeiro FVM (decidimos adotar a sigla em português, Faça Você Mesma) para a Capitolina –...
10 de abril de 2014
[Essa é nossa primeira semana escrevendo esta coluna. Nós vamos falar justamente sobre artes, mas estamos cansadas de Picassos, Mondrians, Monets, Mirós e...
9 de abril de 2014
Não sei se você já ouviu falar dessa lenda urbana, a suposta regra 30 da internet (pois alguém acha que a internet é guiada por regras, vai entender…)....
8 de abril de 2014
Foi dada a largada à coluna semanal de Estudo & Profissão (também conhecida como Escola, Vestibular e Profissões, a qual carinhosa e preguiçosamente...
Sobre

A Capitolina é uma revista online independente para garotas adolescentes. Nossa intenção é representar todas as jovens, especialmente as que se sentem excluídas pelos moldes tradicionais da adolescência, mostrando que elas têm espaço para crescerem da forma que são.

Arquivos