4 de novembro de 2014 | Edição #8 | Texto: | Ilustração:
Como perder a vergonha de se soltar na balada
Ilustradora: Isadora M.

Ilustradora: Isadora M.

Eu nunca conheci alguém que não gostasse de dançar, só muitas pessoas que não se sentem confortáveis dançando em público. Se soltar no meio de várias pessoas pode ser algo bem difícil, mas com essas dicas pode se tornar mais tranquilo:

1. Esteja confortável

Em primeiro lugar, você deve se sentir confortável consigo mesma, então escolha uma roupa que não vá te atrapalhar. Para que estar linda e desconfortável quando se pode estar linda e confortável? Existem vários tipos de roupas para várias ocasiões, ou seja, não adianta querer ir a uma balada com um vestido de gala que te impossibilite de se movimentar, né?! Conforto é essencial na hora da dança.

2. “Dance como se ninguém estivesse vendo”

Dançar como se ninguém estivesse vendo é um desses clichês verdadeiros. Imagine-se numa balada. Agora imagine-se sozinha, no seu quarto, com a sua música dançante favorita tocando. Impossível ficar parada, né?!

3. Esteja acompanhada de amigos

Quase sempre nos sentimos mais confortáveis entre amigos, então dançar em grupo é uma boa. Pode ser que, no futuro, você queira ir à balada se divertir sozinha, mas, de primeira, seus amigos podem te ajudar a se soltar mais facilmente.

4. Não existe um jeito certo de dançar

Cada pessoa dança de um jeito. Há aquelas (tipo eu!) que se inspiram em passos de dança de tutoriais da internet, aquelas que criam seus próprios passos de dança, aquelas que só balançam no ritmo da música, entre outras. Encontre um lugar na pista, descubra o seu jeito de dançar e se jogue!

5. Não tenha medo de parecer boba

O medo é uma das nossas maiores amarras e sabemos que é um pouco difícil nos livrar dele, mas, de verdade, não tenha medo de parecer boba, porque você não parece boba. Dançar é algo muito gostoso, e, como já disse ali em cima, cada pessoa dança de um jeito.

6. As pessoas não estão te olhando tanto quanto você pensa

Na balada, muitas vezes pensamos que todo mundo está nos olhando, mas não é bem assim! Tem gente olhando, é claro, mas a maioria está tão preocupada em se divertir que nem tem olhos para os outros, então não se preocupe em ser observada e se jogue!

No começo pode ser um pouco difícil se soltar, mas, conforme o tempo passa, você percebe que dançar numa festa é uma delícia e não consegue mais se prender. E lembre-se: a regra número um da dança/festa/balada é: divirta-se!

E, se precisar de uma dose extra de motivação, é só conferir nossas colaboradoras dançando em seus quartos no nosso vídeo de novembro:

Tags: ,
Domenica Morvillo
  • Colaboradora de Artes
  • Colaboradora de Cinema & TV & Música

Domenica tem 18 anos e mora no interior de São Paulo, de onde sempre foi louca para sair. Não sabe bem o que quer da vida e às vezes tem vontade de largar tudo e se mudar para Tóquio. Gosta muito de ler, escutar música e conversar.

  • Yasmin Lorena

    Vocês são demais!! Conheci a capitolina faz 1 mês e já ganhou meu coração <3

Sobre

A Capitolina é uma revista online independente para garotas adolescentes. Nossa intenção é representar todas as jovens, especialmente as que se sentem excluídas pelos moldes tradicionais da adolescência, mostrando que elas têm espaço para crescerem da forma que são.

Arquivos