30 de outubro de 2015 | Culinária & FVM | Texto: | Ilustração:
Como planejar uma festa bacanérrima sem surtar [e amadurecer no processo]

Quando o tema de uma edição é crescimento, qualé, nada mais óbvio do que falar de aniversário! E é justamente sobre isso que eu vou falar hoje. Vindo de uma pessoa que ensina cookies de banana quando o assunto é medo, eu espero – apenas espero – que vocês não esperem coisas tão óbvias assim.

Pois bem, tudo começa lá na Grécia, com a divisão de dois mundos: o sub e o supra-lunar. Esse primeiro, o nosso mundo, mundo da matéria e das imperfeições. O segundo, o mundo da ordem, da harmonia, das coisa ideais e perfeitas. Mundo Platônico: batizado em homagem a um desses mais famosos gregos.

Hoje em dia já sabemos que, mesmo no mundo da Lua, as coisas não são absolutamente perfeitas e previsíveis. As órbitas do planetas não são perfeitamente circulares e concêntricas, há objetos estranhos vindos de galáxias há anos luz para colidir uns com os outros ou mesmo com outros planetas, causando desordem e destruição.

Ainda assim, há quem escolha viver platonicamente, ignorando que mesmo nos mais elevados planos ainda existem coisas que nós ainda não sabemos determinar e prever numa equação matemática (mesmo que hoje em dia até saibamos bastante), e que, sendo assim, mesmo nos mais elevados planos ainda é possível acontecerem imprevistos.

Essas pessoas constroem mundos dentro de suas cabeças, os quais são 100% previsíveis e controláveis, e tudo pode seguir de acordo com o plano. Até que… choque de realidade! Mais cedo ou mais tarde essas pessoas (eu inclusa) são obrigadas a sair da própria cabeça e vir pro mundo real: aquele das imperfeições, dos imprevistos… dos obstáculos!

Posso então dizer qual é, pra mim, a melhor definição de crescimento e seu contrário: estagnação. Crescer é aprender a usar toda a nossa potência, não necessariamente para vencer, mas para pelo menos trabalhar com os obstáculos.

Cheater_a08b24_4872805

O que não, não é fácil!! Principalmente quando se tem essa tendência a viajar e fazer planos mirabolantes, ou quando se é controlador e/ou ansioso. Mas é possível aprender, e melhor ainda se for com os erros dos outros!

Coincidentemente, este mês foi meu aniversário e, como de praxe, eu resolvi planejar uma festa. E não qualquer festa: uma festa MARAVILHOSA com tema de sereias e decoração e comidas de fundo do mar! Mas antes de eu crescer em termos de idade ou sabedoria, eu deixei as minhas ideias crescerem demais e quis montar uma festa INCRIVELMENTE megalomaníaca. Para a qual não tinha verba, nem tempo, nem mão de obra, nem vááárias coisas importantes. E podia ter sido um desastre. E eu podia ter chorado, gritado, me escondido ou surtado. Mas não, ela só aconteceu. E assim temos o tutorial de hoje:

Como Planejar Uma Festa Bacanérrima Sem Deixar As Idéias Tomarem Uma Proporção Sufocante E Você Deixar A Expectativa Estragar Toda A Diversão!

OBS.: A idéia inicial era usar somente fotos profissa das coisas que eu realmente fiz pra festa, MAS, imprevistos acontecem e no dia a câmera não rolou. Eu podia me desesperar, pedir socorro pras outras meninas de FVM porque não tinha jeito de fazer o tutorial, MAS, imprevistos acontecem e este é um exemplo de como trabalhar com eles. Então aqui teremos algumas fotos levemente censuradas (com uma belíssima demostração das minhas habilidades no Paint) da festa e mais algumas outras puxadas da internet pra servir de inspiração.

1º PASSOEscolha que tipo de festa você quer fazer.

-Temática ou sem tema

-Pros íntimos ou pra geral

-De dia ou de noite

-Em local público ou privado

-De dançar, de comer, de caçar ao tesouro, de nadar…

2º PASSO – Escolha uma data e veja quanto tempo você tem disponível.

Faça algum tipo de calendário onde você possa visualizar o tempo e anotar a distribuição das tarefas a serem feitas até o dia da festa.

3º PASSO – Verifique quanto dinheiro você pode gastar e com quantas pessoas você pode contar pra ajudar: tanto na fase de planejamento quanto na dia mesmo.

Então há uma série de tópicos que podem ser vistos e revistos sem uma hierarquia de tempo. Desses tópicos vão surgindo tarefas a serem anexadas ao calendário

INSPIRAÇÃO: Digite no google imagens QUALQUER palavra que de alguma forma se relacione com as opções que você fez no primeiro passo, com ou sem a palavra festa junto.

Exemplo: escolheu fazer a festa num parque: festa parque / Decoração árvores.

árvore

Ou uma festa temática de cassino: cassino / Jogos de festa + roleta

cassino

Vá salvando em algum lugar as imagens de tudo que você achou atrativo de alguma forma. Cada busca provavelmente motivará outras novas. Só pare com as buscas em caso de exaustão (zoeira! Para quando estiver satisfeita, ok?)

ORÇAMENTO: sabendo quanto dinheiro você pode gastar, proponha-se gastar menos. Liste quais são as coisas nas quais será necessário gastar dinheiro. Ex.: comida, bolo, descartáveis, bebidas, decoração, lembrancinha, aluguel do local, aluguel de equipamento… coloque nessa lista ABSOLUTAMENTE tudo o que você viu, pensou ou imaginou que vai ter na sua festa. O tema é circo e você quer uma cama elástica? ANOTE

000maisa

Eu queria uma ma?quina de bolha de saba?o e no fim rolou!… O////

– Grife de uma cor o que é prioridade e de outra o que pode ser descartado.

-Coloque um asterisco ao lado das coisas que você já tem ou acha que tem, e uma estrelinhas ou símbolo diferente ao lado de coisas que você acha que pode pedir emprestado.

– Começe a ir procurando as coisas com asterisco e ligando pra quem pode te emprestar as com estrelinha.

– Pesquise o preço de tudo que está na lista e vá comprando as coisas conforme a prioridade. Às vezes por um motivo ou outro a grana acaba antes da hora, então é melhor já ter o que é fundamental garantido!

MATERIAIS: vá a lojas pelo seu bairro; vá em lojas pelo centro; olhe na internet, principalmente no pinterest; olhe as tralhas que você tem em casa (glitter que sobrou Do carnaval; arame que sobrou de uma obra, uma cesta que ninguém usa.)

Articule tudo e faça um plano final: o quê, como e onde. Os meus, por exemplo ficaram assim: Comidas e Decoração.


Parte final: mão na massa! [OU: realidade; Sublunar; o diabo mora nos detalhes; CAOS!!!!!!!!]

Faça as compras de materiais e comidas que você escolheu: Vão ter coisas muito caras pro seu orçamento. Que fazer? Desencanar!

Soja é muito mais barato do que amêndoa!!!

Soja é muito mais barato do que amêndoa!!!

– Coisas que você não vai encontrar exatamente como que você queria. Que fazer? Desencanar!

– Eu queria ponche com carambola, mas não tinha carambola. Uma árvore aqui em casa tava dando muita amora. O que eu fiz? Ponche de amora. Não ficou tão temático, mas ficou gostoso.

O ponche não ficou exatamente como eu queria, mas olha essa gelatina total do mar!!!

O ponche não ficou exatamente como eu queria, mas olha essa gelatina total do mar!!!

– Busque as coisas que você conseguiu emprestado. Talvez o carro quebre, talvez alguém diga que vai trazer e esqueça, talvez seja muito pesado ou grande pra trazer no ônibus. O que fazer? Desencanar!

Na falta de puff mais gente dançou, as pessoas mais espertas aproveitam o “posso sentar no seu colo” como xaveco. Rola mais socialização, mais camaradagem.

– Chame as pessoas que você ia chamar pra ajudar Pode ser que alguém fique doente. Ou que alguém diga que pode mas no fim não possa. Que um amigo diga que te ajuda a cozinhar na véspera, mas no fim só consiga no dia. Que fazer? Simplificar!

– Se você leu todo o documento da decoração viu que iam ter uns 4 varais de TNT, nacarado e tule. Só teve um que duas pessoas fizeram juntas e levaram DUAS HORAS!

003.maisa

Uma pessoa sereiando, e o varal ao fundo; A foto não ajudou mas juro que tava lindo


Então no outro lugar a gente colocou o TNT esticado e enfeitou com umas 7 tiras do nacarado. No outro espaçaram as tiras e enfeitaram com pérolas pra dar mais um tcham… foi indo.

Um pedaço da decoração de tule e nacarado enfeitado e uma boa alma ajudando a desmontar após o amanhecer

Um pedaço da decoração de tule e nacarado enfeitado e uma boa alma ajudando a desmontar após o amanhecer

Conselhos finais:

-Converse com essas pessoas, explique suas ideias e planos. Diga as coisas que não conseguiu e pergunte se as pessoas tem sugestões.

-Aceite sugestões mesmo em coisas que você não pediu. Confie na capacidade de quem está se dispondo a te ajudar.

005

E, quando algo parecer muito diferente do que você queria, ainda que esteja “pior” do que o que você queria, dê uma ou outra respirada e lembre-se de que é sua festa, seu aniversário e o mais importante é você curtir com seus amigos!

Minha amiga gata que nem precisava de emoji; eu em minha fantasia de sereia que depois vocês podem pedir tutô de como faz; as tralhas que a gente fez de oceano e a lumina?ria de agua viva MARAVILHOSSA que na?o saiu na foto

Minha amiga gata que nem precisava de emoji; eu em minha fantasia de sereia que depois vocês podem pedir tutô de como faz; as tralhas que a gente fez de oceano e a lumina?ria de agua viva MARAVILHOSSA que na?o saiu na foto

Em resumo, desencanar, confiar e aproveitar! J

Feliz aniversário em breve a todas!

Maísa Amarelo
  • Colaboradora de Culinária & FVM
  • Ilustradora

21 anos, cursando o primeiro de design. Pras coisas que não gosta de fazer, inventa um monte de regras. Já as que gosta - como cozinhar - faz sem regra nenhuma. É muito ruim com palavras, ainda assim resolveu escrever sobre suas receitas que, em geral, não tem medida alguma.

Sobre

A Capitolina é uma revista online independente para garotas adolescentes. Nossa intenção é representar todas as jovens, especialmente as que se sentem excluídas pelos moldes tradicionais da adolescência, mostrando que elas têm espaço para crescerem da forma que são.

Arquivos