Edição #3

Corpo

30 de junho de 2014
Ilustração: Bia Quadros. Todo mês, vamos compilar alguns links legais dessa internet para vocês se divertirem e conhecerem coisas novas fora da...
29 de junho de 2014
Ilustração: Isadora M LIVROS A irmandade das calças viajantes (The sisterhood of the traveling pants), Ann Brashares Apesar do nome curioso, A...
28 de junho de 2014
Ilustração: Heleni Andrade. Texto de Beatriz H.M. Leite & Clara Browne. Olhar-se no espelho e ver-se gorda. Pode parecer uma imagem clichê, mas...
27 de junho de 2014
Como falar sobre lidar com os seus “defeitos” e marcas sem cair em clichês que lemos muito, mas que ajudam pouco? Acho que entender tudo isso como um...
26 de junho de 2014
Ilustração: Isadora M. Às vezes, estamos tão tristes, que nada nos tira da dor que estamos passando. Ficamos remoendo os pensamentos ruins, carregando...
25 de junho de 2014
Ilustração: Negahamburguer. Marcamos de nos encontrar, eu e Laura, na catraca do metrô, meia hora antes, para termos tudo prontinho quando fosse seis...
24 de junho de 2014
Ilustração: Bárbara Fernandes Introdução por Gabriella Beira, com colaboração de Helena Zelic, Taís Bravo e Rebecca Raia É difícil dizer quando...
22 de junho de 2014
Ilustração: Bárbara Fernandes. A dança acompanha os humanos desde muito muito muuuuuuuuuuito cedo. Várias vezes já foram encontradas pinturas...
21 de junho de 2014
Ilustração: Helena Zelic. Todas nós sabemos que o teatro e a dança são artes que nos ensinam a lidar com nossos corpos – até por motivos óbvios,...
20 de junho de 2014
Ilustração: Mariana Trigo. Texto de Beatriz Trevisan e Laura Pires. Quando gostamos de alguém, seja um “gostar” amoroso ou num nível de amizade,...
19 de junho de 2014
Ilustração: Jordana Andrade. Todos temos defeitos, porém alguns são escondidos. E quando o seu "defeito" é aparente, bem visível aos olhos de todos?...
Sobre

A Capitolina é uma revista online independente para garotas adolescentes. Nossa intenção é representar todas as jovens, especialmente as que se sentem excluídas pelos moldes tradicionais da adolescência, mostrando que elas têm espaço para crescerem da forma que são.

Arquivos