1 de maio de 2015 | Culinária & FVM | Texto: | Ilustração:
Flocos de neve de papel

De volta com a programação normal, apesar de prometermos mais vídeos em breve, fiquei aqui pensando em como aliar essa chegada do friozinho com o nosso tema do mês, que é universo. Estou num momento muito crafty, por conta dos famigerados livrinhos de colorir, então me deu vontade de fazer algo que envolvesse os bons e velhos materiais da aula de artes: papel, tesoura, cola e afins.

E eis que encontrei esses flocos de neve de papel temáticos do Star Wars. Pausa pra gente assistir o segundo teaser de novo:

Awwwww <3

Não sei vocês, mas o meu gênero favorito de filme é ficção científica, principalmente quando tem a ver com viagens espaciais, outros planetas e outras galáxias. Sou particularmente obcecada por Star Wars e o Guia do Mochileiro das Galáxias. Aliás, fica a dica: os livros do Douglas Adams são maravilhosos, e o filme também. Meu sonho é uma sequência.

Enfim, voltemos aos flocos de neve. Basicamente, eles são enfeites que você pode pendurar ou colar em algum lugar, tipo num caderno. Depois que você entende como funciona a dobradura e os recortes, a graça é que você pode criar o design que quiser, e até usar papéis coloridos pra diversificar. E vou ensinar pra vocês com esse design do Yoda (awwwww <3), e depois vou tentar fazer um exclusivo meu.

Então vamos precisar de:

  • tesoura (bem afiada)
  • estilete (precisa nem dizer que cuidado, né?) Na real, melhor seria um estilete de precisão, ou o que os americanos chamam de “X-Acto”, que é mais afiado e corta melhor detalhes pequenos, mas eu fui na fé e na coragem com o estilete e deu, digamos, 80% certo. Alguns cantinhos não ficaram perfeitos, mas ninguém aqui está buscando perfeição, então sobreviveremos. De qualquer forma, quem quiser investir num X-Acto acho que vale, eu vou comprar um pra mim dá próxima vez que for numa papelaria boa.
  • papel (branco e/ou colorido, só presta atenção que tem que ser de baixa gramatura, senão você não vai conseguir cortar)
  • impressora (se você quiser fazer esses designs do Star Wars, mas eu também vou ensinar a inventar o seu)
  • cola (opcional, pro acabamento)
  • lápis (opcional, caso você queira criar o seu design)
  • paciência (risos)

1

Vamos fazer primeiro o Yoda que eu peguei no site. Primeiro você acessa a página e escolhe um dos designs. Observe bem os detalhes e tente escolher um mais fácil da primeira vez, como é o caso do Yoda. Repare também que alguns são de 4 pontas e alguns são de 6. Eu acho os de 6 mais legais, então vou ensinar esses.

A impressão sai assim:

2

Daí você vai recortar apenas o círculo. Aproveita e marca logo o papel em que você vai fazer o seu freestyle. Eu escolhi um vermelho que tinha aqui em casa. Use o impresso de referência pra fazer as seções. Tem que dividir em 12 partes iguais. Coloquem as aulas de geometria em uso 😉

3 4

Então começamos a dobrar. Com a imagem do Yoda virada pra cima, dobre ao meio na horizontal e depois na vertical, pra vincar o papel, depois desdobre.

5

Depois, com o desenho virado pra cima e pra você, dobre ao meio na horizontal novamente e não desdobre. Então dobre a primeira fatia pra cima.

6

Agora dobre a segunda fatia pra trás.

7

Repita do outro lado. Primeira fatia pra cima.

8

Segunda fatia pra trás.

9

Agora é só dobrar no meio, deixando o desenho por cima.

10

Estamos prontas pra parte difícil, mas coragem! Você vai cortar e estiletar fora tudo que é cinza no desenho, deixando só o que for branco. Você vão reparar que eu não consegui fazer o detalhe do olho. Acabei cortando tudo, em vez de deixar aquela sobrancelha. Paciência, ninguém é perfeito. Use a força se precisar 😉 Depois de algum trabalho, fica assim:

11

MUITA CALMA na hora de desdobrar o bicho, senão ele rasga. Mas olha como fica lindo! Yoda!

12

Agora você pode criar um design só seu. Eu pensei em fazer uma flor, depois achei bobo, aí resolvi escrever algo e mandei esse LOVE aí, porque né, it’s all you need. Lembrando que você pinta as partes que vai recortar fora.

13

Daí corta. Vocês vão reparar que na hora do corte eu modifiquei um pouquinho a parte inferior do desenho, porque reparei (inteligentona) que ele precisava de mais vazios pra palavra aparecer. É tentativa e erro mesmo, sijoga e don’t panic!

14

Muita calma na hora de abrir, como já disse. Suspeeeeense e:

15

Ficou meio abstrato, né? Mas tá valendo. Daí você tem um mundo de possibilidades. Pode colar no caderno ou no fichário, pode pendurar assim mesmo… eu resolvi colar numa base e pendurar, tipo uma guirlanda. Aliás, já sei como vou enfeitar minha casa no próximo Natal.

Eles foram direto pro meu escritório, pra enfeitar meu dia. <3
May the force be with you, Capitolinas!

16

 

 

 

 

Luiza S. Vilela
  • Coordenadora de Culinária & FVM
  • Colaboradora de Estilo
  • Colaboradora de Esportes
  • Revisora

Luiza S. Vilela tem 28 anos e mora no Rio, mas antes disso nasceu em São Paulo, foi criada em Vitória e viveu uma história de amor com Leeds, na Inglaterra, e outra com Providence, no Estados Unidos. Fez graduação em Letras na PUC-Rio e mestrado em Literatura e Contemporaneidade na mesma instituição. É escritora, tradutora, produtora editorial e acredita no poder da literatura acima de todas as coisas.

Sobre

A Capitolina é uma revista online independente para garotas adolescentes. Nossa intenção é representar todas as jovens, especialmente as que se sentem excluídas pelos moldes tradicionais da adolescência, mostrando que elas têm espaço para crescerem da forma que são.

Arquivos