3 de agosto de 2014 | Estilo | Texto: , , , and | Ilustração:
Inspirações de estilo

Como a gente já andou falando por aqui, as inspirações pro seu estilo pessoal podem vir de muitos lugares diferentes: dos seus amigos, da sua família, do tipo de música que você ouve, de desconhecidos na rua ou até mesmo de alguma coisa que tá lá no fundo do seu coração e você nem sabe bem que gosta.

Mas sempre tem aquela pessoa em especial que você não consegue decidir se que casar, ter como melhor amiga, roubar todas as roupas ou simplesmente trocar de lugar com ela. Então nós aqui da área de moda e beleza da Capitô vamos falar um pouquinho sobre quem são nossas guias espirituais de vestuário e atitude, e de onde vem tanto amor:

 

Laura Viana S2 Gwen Stefani

Eu tive (e meio que continuo tendo, pra dizer a verdade) várias fases diferentes no que eu curto vestir e ouvir, então foi bem triste escolher uma só – repassei mentalmente meu altarzinho inteiro de deusas girl power inúmeras vezes antes de chegar à decisão final. Mas a Gwen tem sido minha inspiração mais duradoura, então achei necessário fazer justiça a esses quase dez anos de admiração.

Eu gosto muito de como ela consegue misturar muita coisa com tantas influências diferentes – passando pelo ska com uma coisinha de grunge, pelo estilo das meninas de Harajuku e até pela alta moda – sem perder a própria assinatura. Tudo o que ela usa fica com cara de Gwen. Mas meu período preferido dela são os tempos mais tosqueira anos 90 do No Doubt, com barriguinha de fora e os cabelos de todas as cores do mundo, sem dúvida. Acho incrível como parece que ela tá se divertindo pra escolher as próprias roupas, porque é assim que tem que ser, né?

 

Julia Oliveira S2 Branca de Neve

Fonte: http://www.fanpop.com/clubs/disney-princess/images/30660438/title/snow-white-photo

Você não encontra uma foto minha na infância de cabelo comprido: tudo culpa da Branca de Neve do desenho da Disney. Foi por causa dela que eu pedi por anos pra cabeleireira cortar meu cabelo na altura no queixo. Também foi por causa dela que meus pais quase cometeram suicídio quando eu pedia pra assistir ao seu filme pelo menos duas vezes por dia (é sério).

Pra mim ela tem o estilo mais original entre as princesas, mesmo que sua figura tenha sido criada por Walt Disney em 1937 (a primeira princesa de desenho animado! O puro sumo do princesismo!). Ela canta como todas, é amante da natureza como todas, usa vestido, etc. Mas alguns elementos fazem dela a princesa mais da hora de todos os tempos: o laço vermelho humildão ao invés da tradicional coroa, o fato de que ela é a única princesa que tem cabelo curto e usa uma capa, como uma super heroína – e, como se não bastasse, ainda é uma capa com gola levantada, gente! Não nos esqueçamos do batom vermelho e da mistura icônica de cores primárias no modelo inconfundível de seu vestido, que chama atenção no meio daquele monte de vestido chato, feio, bobo e igualzinho das outras princesas.

Essa minha primeira influência de estilo, admito, continua me inspirando (só que eu dispenso a ajuda do príncipe). Gosto de “saias de saiar” (como eu chamava saias rodadas na infância), de laços, de cantar de um jeito irritante. Branca é tudo o que eu queria ser – e sou.

 

Natasha Ferla S2 Hannah Horvath

Fonte: http://edanafashion.files.wordpress.com/2013/03/229.jpg

Preciso admitir que fiquei muito tempo pensando em quem falar nesse texto. Acho que não tenho uma pessoa que eu ponha em um pedestal e ache tudo que ela veste lindo, ou que tenha acompanhado a carreira/vida pra saber o que ela anda usando. Aí me lembrei que eu adoro as roupas da Hannah Horvath, personagem interpretada pela Lena Dunham, de Girls. Primeiramente porque ela tem um corpo relativamente parecido com o meu e isso faz com que eu me veja usando as roupas dela com mais facilidade. Eu adoro os vestidos que ela usa (tanto que tenho um vestido que eu chamo de “vestido Hannah”) e volta e meia rola uns casaquinhos e umas roupas mega fofas e estampadas.

 

Nataila Mitiko S2 Enid Coleslaw + Audrey Horne

Resolvi citar duas personagens como referências de estilo porque o estilo de uma é praticamente o oposto do estilo de outra, mas cada uma significa algo específico para mim: uma deixa explícito toda a sua rebeldia e originalidade através das suas roupas, a outra se veste no padrão da sua época, de um jeito “menina que anda na linha”, mas que mesmo assim consegue ser muito mais do que parece (no bom e no mau sentido). As personagens que eu quero citar são: Enid Coleslaw (do filme Ghost World), que me faz suspirar com os seus cabelos verdes, sua camiseta de dinossauro e a máscara de batgirl, e Audrey Horne, de Twin Peaks, que me marcou com os seus saddle shoes, saias xadrez flaneladas abaixo dos joelhos e o seu batom vermelho de garota má.

Enid Coleshaw
Fonte: http://apparelprojectplus.blogspot.com.br/2012/09/movies-with-style-enid-from-ghost-world.html

NATAILA 2

Audrey Horne
Fonte: http://thefloressisters.blogspot.com.br/2012/06/style-icon-audrey-horne-from-twin-peaks.html

 

Se precisasse escolher uma inspiração, provavelmente a maior representação da minha sensibilidade de observação e criação seria Linda Evangelista. Mais do que tudo, ela me lembra de algo que sinto falta no mundo da moda atual: a importância do comportamento, dos gestos, da personalidade.

 

 

Bruna Tenório S2 Leandra Leal

Leandra Leal, taí uma mulher que acho maravilhosa. Talvez por termos quase a mesma idade, sempre admirei o trabalho dela e fomos crescendo juntas. Hoje, por já ter lido algumas coisas sobre ela, sei que nos parecemos em algumas coisas. Não é diretamente uma inspiração, mas Leandra é uma pessoa de quem sou fã. Ela tem um estilo próprio, parece vestir-se com aquilo que se sente bem em cada ocasião, e não simplesmente por ser tendência. Mas o que mais gosto na Leandra é a facilidade que ela tem em mudar o cabelo. Ao contrário de várias atrizes que sempre surgem com os fios da mesma forma, ela parece não se importar em mudar, ousar, pintar ou cortar. Último exemplo disso foi o corte “joãozinho” com o qual ela complementou com um tom super loiro.

Fonte: http://wp.clicrbs.com.br/10dacidade/files/2014/01/Leandra-Leal.jpg

Nunca tive medo de cortar, também. Embora nunca tenha cortado “joãozinho”, não sou das mais apegadas a cabelo. Sou da turma “cabelo cresce” e passo a tesoura sempre que me dá vontade.

 

Beatriz Rodrigues S2 Florence Welch

Fadas existem e a prova disso é a Florence Welch da banda Florence and the Machine. Ela é uma cantora britânica que, juro, é uma fada. As roupas dela tem um ar meio hippie, que as pessoas costumam chamar de boho-chic, e eu acho super fofo! Vestidos esvoaçantes e de tecidos levinhos, botinhas e chapéus são marca registrada da Flo. Gosto tanto do jeito que ela se veste, que o vestido que eu usei no meu baile de formatura do ensino médio foi feito pra ser igual ao branco que ela usa no final desse vídeo aqui!

https://www.youtube.com/watch?v=WbN0nX61rIs

 

Nathalia Valladares S2 Marina Diamandis

Fonte: http://fc02.deviantart.net/fs70/f/2012/125/9/2/marina_and_the_diamonds_by_grandiosedelusions-d4ylhve.jpg

Fonte: http://fc02.deviantart.net/fs70/f/2012/125/9/2/marina_and_the_diamonds_by_grandiosedelusions-d4ylhve.jpg

Cantora indie galesa com altas influências da cultura pop… Não é por menos que eu simplesmente AMO a Marina Diamandis, mais conhecida por Marina and the Diamonds. A Marina é um ícone pra mim no que diz respeito a estilo muito pelo fato de ela não se condicionar a uma coisa só. Isso se reflete nas escolhas visuais dos seus clipes e aparições, que vão desde um mergulho na monarquia francesa com referências a Maria Antonieta, como no clipe de Primadonna, até uma overdose do sonho americano, com líderes de torcida e listras e estrelas em vermelho, azul e branco por todo canto, como no clipe de Hollywood. Roupas de estilo vintage, vestido em forma de rinoceronte e sainhas colegiais de prega são só um pouco da mistura que ela faz, arrematando tudo isso com dois dedos de raiz preta no cabelo loiro ou com seus cachos castanhos bem volumosos. Ela está sempre mudando, sempre tentando novas coisas, entretanto, sempre com sua marca registrada: um coração desenhado na bochecha.

Laura Viana
  • Colaboradora de Estilo
  • Ilustradora
  • Audiovisual

Aos 21 anos, todos vividos na cidade de São Paulo, Laura está, de forma totalmente acidental, chegando ao fim da faculdade de Artes Visuais. Sua vida costuma seguir como uma série de acontecimentos pouco planejados, um pouco porque é assim com a maior parte das vidas, muito por gostar daquela conhecida fala da literatura brasileira, “Ai, que preguiça!”. Gosta também de fotos do José Serra levando susto, mapas, doces muito doces e de momentos "caramba, nunca tinha pensado nisso!". Escreve sobre #modas por aqui, mas jura por todas as deusas que nunca usará expressões como "trendy", "bapho" e "tem-que-ter".

Julia Oliveira
  • Coordenadora de Estilo
  • Ilustradora

Julia Oliveira, atende por Juia, tem 22 anos e se mete em muitas coisas, mas não faz nada direito — o que tudo bem, porque ela só faz por prazer mesmo. Foi uma criança muito bem-sucedida e espera o mesmo para sua vida adulta: lançou o hit “Quem sabe” e o conto “A ursa bailarina”, grande sucesso entre familiares. Seu lema é “quanto pior, melhor”, frase que até consideraria tatuar se não tivesse dermatite atópica. Brincadeira, ela nunca faria essa tatuagem. Instagram: @ursabailarina

Natasha Ferla
  • Coordenadora de Cinema & TV
  • Colaboradora de Estilo
  • Audiovisual

Natasha Ferla tem 25 anos e se formou em cinema e trabalha principalmente com produção. Gosta de cachorro, comprar livros e de roupas cinza. Gosta também de escrever, de falar sobre o que escreve porque escreve melhor assim. Apesar de amar a Scully de Arquivo X sabe que no fundo é o Mulder.

Beatriz Rodrigues
  • Colaboradora de Ciências
  • Colaboradora de Estilo
  • Colaboradora de Saúde

Bia Rodrigues ou só Bea tem 19 anos, é mineira, estudante de Farmácia e adora fatos inúteis. Se tivesse que comer só uma coisa pelo resto da vida, escolheria batata. Ainda não acredita que conheceu outras meninas da Capitolina. É 60% Corvinal e 40% Sonserina.

Nathalia Valladares
  • Colaboradora de Culinária & FVM
  • Colaboradora de Cinema & TV
  • Ilustradora

Sol em gêmeos, ascendente em leão, marte em áries e a cabeça nas estrelas, Nathalia, 24, é uma estudante de Design que ainda nem sabe se tá no rumo certo da vida (afinal, quem sabe?). É um grande paradoxo entre o cult e o blockbuster. Devoradora de livros, apreciadora de arte, amante da moda, adepta do ecletismo, rainha da indecisão, escritora de inúmeros romances inacabados, odiadora da ponte Rio-Niterói, seu trânsito e do fato de ser um acidente geográfico que nasceu do outro lado da poça. Para iniciar uma boa relação, comece falando de Londres, super-heróis, séries, Disney ou chocolate. É 70% Lufa-Lufa, 20% Corvinal e 10% Grifinória.

  • Jennifer

    Um errinho sobre a Marina: quem usa coração na bochecha, raiz preta e essas roupas é, na verdade, a personagem que ela interpreta, Electra Heart (que não, também não é um alter ego). A Marina Diamandis não usa nada disso, prefere coisas mais estranhas do que as candy colors da electra, tem cabelo preto liso e apagou o coração do rosto quando a era Electra Heart acabou.

    Apesar disso, ótimo post! Beijos

Sobre

A Capitolina é uma revista online independente para garotas adolescentes. Nossa intenção é representar todas as jovens, especialmente as que se sentem excluídas pelos moldes tradicionais da adolescência, mostrando que elas têm espaço para crescerem da forma que são.

Arquivos