21 de julho de 2017 | Se Liga | Texto: | Ilustração:
Lyanna Mormont: a (nossa) rainha do Norte
Lyanna Mormont1

Já sabemos que o Rei do Norte é Jon Snow (Kit Harington), em Game of Thrones. Mas, nos nossos corações, é outra pessoa que merece o título. Ela não tem o sobrenome Stark, mas recebeu seu nome por causa de uma: Lyanna Mormont (sim, ela foi batizada assim por causa da mãe de Jon). Mais uma vez, ela colocou os senhores do Norte em seus lugares e deixou claro quem é que manda.

lyanna-mormont_(3)

Vamos combinar que as falas de Lady Mormont no primeiro episódio da sétima temporada da série só aumentaram nossa admiração pela líder da Ilha dos Ursos. Ela vem mostrando que é muito mais sábia, corajosa e perspicaz do que os outros senhores do Norte. Não lembra? A gente te ajuda.

Na quinta temporada de Game of Thrones, Lyanna Mormont se recusou a lutar ao lado de Stannis Baratheon (Stephen Dillane): “Ilha dos Ursos não conhece nenhum rei, exceto o Rei no Norte cujo nome é STARK”, escreveu ela ao irmão de Robert Baratheon (Mark Addy). O momento foi retirado de uma cena do livro A Dança dos Dragões, quando ouvimos falar pela primeira vez da personagem na obra de George R. R. Martin. 

Já no sexto ano da série, quando vemos Lyanna pela primeira vez, ela não só luta ao lado de Jon Snow na Batalha dos Bastardos, como é a responsável por fazer com que os outros senhores do Norte o aclamem como Rei do Norte: “Não reconhecemos outro rei, senão o Rei no Norte cujo nome é Stark. Eu não me importo se ele é um bastardo. O sangue de Ned Stark corre em suas veias. Ele é meu rei a partir deste dia até seu último dia”. 

E agora, já na estreia na sétima temporada, a garota continua mostrando que vai proteger o Norte. Não bastasse a frase destacada ali em cima, a senhora da Ilha dos Ursos continuou seu discurso, quando Lord Glover (Tim McInnerny) achou um absurdo que meninas também fossem treinadas para a guerra: “Eu posso ser pequena, posso ser uma garota, mas sou tão nortenha quanto você. E eu não preciso de sua permissão para defender o Norte. Vamos começar a treinar cada homem, mulher, menino e menina na Ilha dos Ursos”. E sob os olhares de aprovação de quem? De Brienne de Tarth (Gwendoline Christie) e de Sansa Stark (Sophie Turner), que, ao que parece, não vai abaixar a cabeça e deixar que Jon tome as decisões sobre Winterfell sozinho. 

Se você estava achando que só Cersei Lannister (Lena Headey), Daenerys Targaryen (Emilia Clarke), Sansa, e Arya Stark (Maisie Williams) eram as mulheres que iriam ditar as regras do jogo dos tronos de Westeros… Pode colocar Lyanna Mormont na lista! 

Então, o que aprendemos com Lady Mormont (e com o texto de hoje)? Que temos que confiar em nós, não importa a nossa idade ou o nosso tamanho… Temos uma voz que deve ser ouvida, devemos ser levadas a sério e lutar pelo que acreditamos. No mês em que nosso tema é coragem, nada como se inspirar em uma personagem como Lyanna, né!? E nós não somos as únicas inspiradas por ela. 

 

 

https://twitter.com/eduardascarpa/status/887013642046197761

https://twitter.com/pirjedi/status/886772369532096512

Aline Bonatto
  • Colaboradora de FVM & Culinária

Oie! Eu nasci há alguns anos atrás (num dia de abril, em 1988), morei até os 19 anos em Colatina, um lugar quente no Norte do Espírito Santo, e vim para Niterói estudar Jornalismo. Saí da faculdade, mas não de Niterói e trabalho no Rio como repórter de TV. Gosto de escrever, ler, cozinhar, especialmente se eu não for comer sozinha, adoro ficar largada no sofá assistindo a séries/filmes/novelas acompanhada do namorado ou de amigos ou com todo mundo junto. Ah, e com um brigadeiro na colher!

Sobre

A Capitolina é uma revista online independente para garotas adolescentes. Nossa intenção é representar todas as jovens, especialmente as que se sentem excluídas pelos moldes tradicionais da adolescência, mostrando que elas têm espaço para crescerem da forma que são.

Arquivos