12 de junho de 2015 | Culinária & FVM | Texto: | Ilustração:
Maria-Mole Maravilha

Continuando com a vibe junina, hoje vou ensinar pra vocês uma das receitas mais fáceis da vida! Em geral, quando uma coisa é muito, mas MUITO fácil, eu nem penso em passar pra vocês por que acho até meio bobo. Fico imaginando adolescentes espertas que vocês são lendo a matéria e pensando “valeu, miga, mas essa eu já sabia sem você”. 😉 Bom, talvez pra alguma de vocês esse seja o caso, mas talvez algumas de vocês fiquem maravilhadas como eu.
Eu sempre comi Maria-Mole brincando, até por que, entre ela e uma “geleca” -segundo melhor brinde de barraquinha depois das biribas(!)- quase não há diferença. E por essa textura tão única, eu tinha certeza de que a Maria-Mole só podia se feita industrialmente e cheia de reações químicas. Mas eis que um dia eu estava pensando, o que fazer aqui que seja tão junino e tão legal quando maça do amor?  Daí surgiu uma receita de maria mole -a coisa mais fácil do mundo- e eu fiquei chocada. Estou chocada até agora.
Então é isso, Maria Mole não é mega químico e complexo. É super simples, todos os ingredientes são relativamente baratos. É rápido e é uma delícia!!

Ingredientes:
-1 Lata de leite condensado
-1 Lata de creme de leite
-1/2 xíc de água morna
-1 pacotinho (12g) de gelatina sem sabor
-1 pacote de coco ralado

_ingredientes

Coloque no liquidificador, ou numa vasilha pra mixer ou batedeira, o leite condensado, seguido pelo creme de leite, a água no centro e a gelatina polvilhada sobre a água. E bata tudo até você achar que está bem batido, uns 2 minutos.
_AMA7220

Depois, pegue uma assadeira uma travessa e despeje a mistura.
_AMA7267
Leve a geladeira por umas duas horas, ou até estar firme.

Depois, corte em cubinhos, retângulos, losangos, triângulos… O que preferir e passe no coco ralado.
_AMA7299
Então você come e fica muito feliz! 🙂

As fotos deste tutorial foram feitas em colaboração com a fotógrafa Amanda Amaral. Quem gostou pode visitar o site dela. E eu termino com um “Obrigada, Amanda”!

Tags:
Maísa Amarelo
  • Colaboradora de Culinária & FVM
  • Ilustradora

21 anos, cursando o primeiro de design. Pras coisas que não gosta de fazer, inventa um monte de regras. Já as que gosta - como cozinhar - faz sem regra nenhuma. É muito ruim com palavras, ainda assim resolveu escrever sobre suas receitas que, em geral, não tem medida alguma.

Sobre

A Capitolina é uma revista online independente para garotas adolescentes. Nossa intenção é representar todas as jovens, especialmente as que se sentem excluídas pelos moldes tradicionais da adolescência, mostrando que elas têm espaço para crescerem da forma que são.

Arquivos