10 de agosto de 2014 | Estilo | Texto: | Ilustração:
Moda japonesa: kawaii!
Ilustração: Isadora M.

Ilustração: Isadora Maldonado

Texto de Nataila Mitiko.

 

Quando os assuntos “moda” e “Japão” eram comentados um tempo atrás, a primeira imagem que vinha à nossa cabeça era a das gueixas, com seus quimonos quase impecáveis, o penteado grande e precisamente arrumado com os cabelos pretos fazendo conjunto com a maquiagem pálida.

Entretanto, pra grande maioria das pessoas, quando se fala em moda japonesa hoje em dia a primeira coisa que salta ao pensamento é o visual hiper colorido, as silhuetas incomuns e os acessórios extravagantes usados nas ruas do Japão. Essa moda de rua é tão fascinante porque é praticamente arte. Explico: toda a montagem de uma roupa, com seus acessórios, maquiagem, cor dos cabelos e a manicure exagerada, tudo isso é pensado de acordo com o que a pessoa que veste está sentindo no momento, com o que ela se identifica. Expõe-se isso de forma clara, sem timidez ou economia de detalhes. A pessoa mostra quem é ou quem quer ser através do que veste.

Uma coisa muito interessante sobre a moda japonesa é que ela começou a ter esse jeito mais original, diferente do padrão ocidental, por conta de vários soldados americanos que se instalaram no Japão no período pós-guerra. Pode-se dizer que a moda japonesa de hoje é como uma releitura de algo que já existia, pois os jovens japoneses da época aderiram às vestimentas ocidentais e as adaptaram, usando-as de um “modo japonês”.

Quando observamos as pessoas que andam pelo bairro japonês de Harajuku, que é especificamente direcionado à moda, vemos inspirações vindas de desenhos animados e de estilos marcantes de épocas, como a década de 1950 ou o período vitoriano. Vemos também meninas que deixam o visual mais interessante acrescentando acessórios que parecem docinhos (kawaii!), pessoas vestindo um visual mais pesado, quase gótico, mas com elementos que as diferenciam dos góticos tradicionais.

Vemos ainda cores, brilho, texturas, formas e mágica! Para muitos japoneses, a moda é um escapismo do dia a dia, em que é necessário vestir uniformes e entrar nos padrões que a sociedade impõe. Quando é possível escapar disso, as pessoas se transformam: seja em garotas mágicas, como “Sailor Moons” da vida real, em bonecas, como as Lolitas, ou apenas em indivíduos únicos.

O que nós, ocidentais, podemos tirar como lição ao observar o modo de se vestir dos japoneses vai muito além de dicas de moda. Tem a ver com coragem e atitude. Coragem de se vestir como você quiser, como se sentir melhor; coragem pra usar o que você gosta, mesmo que as pessoas digam que é brega ou escandaloso demais. E atitude pra ser você mesmo, pra se expor e se expressar através do que veste.

 

Nota:

* “Kawaii!” é uma expressão que significa “que fofo!” em japonês.

 

Nataila Mitiko é estudante de Moda, vegana, com um gosto musical que vai desde bossa nova, CSS, até aquelas coisas japonesas que você não conhece, louca por coelhos, unicórnios, bruxas e RuPaul’s Drag Race. Tem 1,52 cm de altura mas não é um hobbit.

Tags: , ,
capitolina

A Capitolina é uma revista online para garotas adolescentes, que procura ser acessível e inclusiva, abrindo um diálogo com as leitoras. Somos MUITAS garotas, de idades variadas e de lugares variados, divididas em várias áreas e funções.

Sobre

A Capitolina é uma revista online independente para garotas adolescentes. Nossa intenção é representar todas as jovens, especialmente as que se sentem excluídas pelos moldes tradicionais da adolescência, mostrando que elas têm espaço para crescerem da forma que são.

Arquivos