7 de outubro de 2014 | Estudo, Vestibular e Profissão | Texto: | Ilustração:
O ano do vestibular é seu
Ilustração: Mazô

Ilustração: Mazô

Eu nunca tive muito medo de vestibular. Até de fato entrar no ultimo ano do Ensino Médio e entender o que meus amigos, que já tinham se formado uns anos antes, me falavam. Cada pessoa tem uma dica para te dar e acredita numa melhor forma de estudar e tudo o mais, e a gente até tenta seguir o que nos falaram, mas a verdade é: o ano de vestibular é um dos anos mais pessoais de todos.

As pessoas que querem muito nos ajudar e participar desse processo que é ser vestibulanda acabam colocando mais expectativa em nós e consequentemente mais pressões. Isso quase sempre vem em forma daquelas comentários bobos e sem intenção alguma de alguns parentes, por exemplo quando te perguntam “E aí, já decidiu o que vai fazer na faculdade?”, e pronto, é o suficiente para você, que está em dúvida entre vários cursos, entrar em parafusos.

E nesse ano tão complicado para nós, tanto no aspecto de estudos e de decisões de curso quanto no emocional, a gente acaba construindo uma idéia, sem nem perceber, de que devemos algo para os outros e precisamos cumprir com as expectativas dos outros sobre nós.

Isso pode acontecer com os mais variados tipos de alunas: o do tipo quietinha e estudiosa que, todos sabem, desde a 5ª série quer medicina e agora, no seu último ano de colégio, virou uma questão de honra passar para um dos cursos mais concorridos do Brasil; ou o tipo cool, que quer um curso menos concorrido e vai pra todos os rolês sempre e não vai ser no terceiro ano que ela vai deixar de fazer isso né? Afinal, é um “ano como outro qualquer”. Enfim, eu poderia continuar listando os estereótipos, mas iria ficar parecendo caracterização de personagem de malhação.

A questão é que sempre estamos sujeitos a pressões externas do meio em que vivemos e essas pressões vem nas mais diferentes formas e das mais variadas pessoas: amigos, família, diretor de escola, vizinha etc. Mas para superar esse medo de desapontar os outros é preciso escutar você mesma (parece até moral de desenho animado, mas é, gente, to falando sério). Por mais que todo mundo queira passar por esse ano contigo, só você sabe o quanto ele é realmente só um ano como outro qualquer ou o quanto você construiu um significado maior para ele e ele não se trata só de vestibular, mas também de crescimento pessoal. E como esse ano é SEU, só você vai poder saber quais atitudes irão te ajudar a alcançar os SEUS objetivos no final. Não vejam isso como uma carga excessiva de responsabilidade para vocês, mas como o seu momento de empoderamento sobre a própria vida. Em meus momentos de crise de medo do vestibular, medo de estar me preocupando demais, medo de ser egoísta, medo de deixar meus amigos de lado só por uma prova e essas coisas, me ajuda muito ler citações do Kanye West e da Tavi Gevinson para eu lembrar que, na verdade não estou sendo egoísta/deixando alguém de lado/me preocupando demais, estou apenas fazendo o que acredito que é melhor para mim. E isso é uma ótima demonstração de afeto para mim mesma, coisa que nesse ano de vestibular também precisamos bastante.

Então, vão lá para o caminho que VOCÊS acharem o melhor caminho para atravessar esses meses pré-vestibular sem medos <3

PS: acho essa parte de Mulan uma grande metáfora para o que é o ano de vestibular e queria dividir isso com vocês.

Fernanda Brandão
  • Colaboradora de Escola, Vestibular & Profissão

Tenho 18 anos, moro em Porto Alegre e curso Artes Visuais na UFRGS. Gosto muito de cidades grandes, feminismo e filmes do Studio Ghibli. Acredito fielmente que sou filha do David Bowie.

  • Raquel

    Eu sempre assisto Milan pra me motivar! Me abraça <3

  • Sophia

    Estou em ano de vestibular, e agora, na reta final, é que toda a ansiedade e nervosismo vêm com tudo! Muitas dúvidas em relação ao curso, faculdade, qual será o rumo que minha vida vai dar… Mas é uma etapa realmente importante, quando a gente aprende a fazer certas decisões, errar, consertar, e aprender. E isso é só o começo.
    Desejo boa sorte a todas vestibulandas! 🙂

Sobre

A Capitolina é uma revista online independente para garotas adolescentes. Nossa intenção é representar todas as jovens, especialmente as que se sentem excluídas pelos moldes tradicionais da adolescência, mostrando que elas têm espaço para crescerem da forma que são.

Arquivos