8 de maio de 2014 | Artes, Música | Texto: e | Ilustração:
One Direction e outras boy bands
Foto por Boo George.
Foto por Boo George.

Foto por Boo George.

Texto de Bia Quadros e Domenica Morvilla 

Você com certeza já ouviu falar em One Direction, ou então já ouviu alguma música da boyband britânica tocando nas rádios. Formado na versão inglesa do programa The X Factor, em 2010, o grupo tem cinco integrantes: Harry Styles, Zayn Malik, Niall Horan, Louis Tomlinson e Liam Payne. Tendo vendido mais de 19 milhões de cópias, os meninos já foram comparados aos Beatles e Chris Martin, do Coldplay, disse que os acha brilhantes.
Duas das músicas mais conhecidas (essas você com certeza já ouviu!) são “What Makes You Beautiful” e “Live While We’re Young”. O grupo tem um som pop bem dançante e animado, mas também tem suas músicas mais lentas, como “Little Things” e “Story of My Life”.
Os meninos atraem uma legião de fãs, pois além de serem bonitos, talentosos e terem músicas divertidas, também são engraçados, como você pode ver nesses vídeos:
Secret Video Diary – One Direction
 One Direction- Momentos Engraçados
Shows esgotados, gente cantando todas as músicas, com seu integrante favorito na sua mente e uma leve esperança de que algum deles olhe e se apaixone. Além de ter fotos deles espalhados por todos os cantos, saber a comida favorita de cada um e morrer de raiva de alguma garota resolver namorar com algum deles. Ah, ai de esta garota resolver casar com algum deles porque no fundo um deles é seu marido, só que não sabe.
Sentimento comum, certo? Provavelmente ao ler isso se identificou imediatamente, ficando com os olhos arregalados com o pensamento “como elas sabem?”. Não, isso não é novo. One Direction não foi a primeira boy band e não será a última. Boy band é o grupo de 3 ou mais garotos bonitos, que sabem dançar, que são carismáticos e fazem música pop. Não achem que isso é preconceito ou um rótulo que não cabe no 1D porque, como foi falado, eles não são os únicos.
Nos anos 50 (ou seja, há 60 anos), era comuns algumas bandas com meninos vestidos praticamente iguais, cantarem baladas (normalmente eram músicas que negros cantavam, e para não chocar a sociedade americana na época, colocavam brancos cantando a mesma música, porém com ritmo mais fofo) que faziam com que as meninas naquele momento se derretessem. Nos anos 60, uma boy band surgiu e tomou todo o mundo. Sim, Beatles ERAM (porque depois eles resolveram mudar todo seu estilo focando na música) uma boy band. Quatro garotos de Liverpool, todos bonitos, todos vestidos iguais e com o mesmo corte de cabelo, cantando música chiclete… A diferença é que eles tocavam (muito bem) seus instrumentos. Mas a histeria era parecida. Parecida porque eram os Beatles e nunca ninguém tinha ou veria tanto desespero pelos meninos ingleses. Muitas bandas surgiram com aquele apelo, até o Rolling Stones no começo tinha esta áurea de se vestirem iguais e cantarem músicas pop (e partiram logo para a rebeldia, mas isso é outra história).
Nos anos 70 a boy band de maior sucesso era o Jackson five. O detalhe é que eles dançavam com sintonia e eram negros (e isso é uma revolução, saibam disso). A banda que deu origem ao Michael Jackson (que Deus o tenha) também cantava músicas pop e mesmo que não fossem tão bonitos como John Lennon, as meninas tinham seus favoritos e adoravam dançar a música deles nas boates. A histeria era menor, mas ela ainda estava ali.
Nos anos 80, com Menudos e New Kids on the Block, as boy bands se assemelham com o que vemos hoje. 4 ou 5 garotos bonitos, apenas um ou dois cantando e os outros como algo parecido com figuração (mas quando um canta as meninas ficam aéreas), muita dança e no final da banda, um integrante se destaca. No caso dos Menudos, Ricky Martin e no NKOTB, Jordan Knight. Todos eram lindos e totalmente carismáticos. Nos anos 90 tivemos Take That (que recentemente voltou, para alegria das antigas e novas fãs inglesas), Backstreet Boys e ‘N Sync no final da década, passando para 00. Todas com o mesmo estilo, basta ver os clipes para a comparação.
E nestes tempos temos também The wanted e os cariocas do P9. E agora é a vez do Brasil ver de perto 1D, que vêm ao Brasil esta semana para dois shows: um no Rio, no dia 8, e um em São Paulo, no dia 10. Estão ansiosas?
Bia Quadros
  • Coordenadora de Música
  • Colaboradora de Relacionamentos & Sexo
  • Ilustradora

Bia na verdade é Beatriz e tem 20etantos anos. É do RJ, nunca saiu de lá e é formada em Artes Visuais. Transita entre ilustrações, pinturas, textos, crianças e frustrações. Tudo que está ligado a arte faz, sem vergonha e limite. Já fez algumas exposições, já fez algumas vitrines, vive fazendo um monte de coisa. Uma Metamorfose Ambulante.

Domenica Morvillo
  • Colaboradora de Artes
  • Colaboradora de Cinema & TV & Música

Domenica tem 18 anos e mora no interior de São Paulo, de onde sempre foi louca para sair. Não sabe bem o que quer da vida e às vezes tem vontade de largar tudo e se mudar para Tóquio. Gosta muito de ler, escutar música e conversar.

Sobre

A Capitolina é uma revista online independente para garotas adolescentes. Nossa intenção é representar todas as jovens, especialmente as que se sentem excluídas pelos moldes tradicionais da adolescência, mostrando que elas têm espaço para crescerem da forma que são.

Arquivos