10 de outubro de 2017 | Ano 4, Edição #38 | Texto: | Ilustração: Raphaela Corsi
Somos histórias: personagens infantis que amamos
Personagens infantis que nos cativaram

Nós somos feitos de histórias, e histórias nos formam. Histórias nos fazem mais empáticos por nos possibilitarem conhecer e explorar uma realidade diferente da nossa, seja através de brincadeiras, de contos que os nossos cuidadores e amigos nos contam, e dos livros que lemos. É desse último modo de consumir histórias que a gente vai falar aqui: livros, que como diria o mestre Stephen King, “são a única forma portátil de magia”.

Hoje a gente aqui pra falar sobre livros protagonizados por personagens infantis que são leituras maravilhosas em qualquer idade. Em homenagem a Harry Potter, que comemora 20 anos da pubicação de A Pedra Filosofal em 2017, a gente compilou uma listinha com obras que, se você foi uma criança leitora talvez tenha já tenha lido, mas que é possível que tenham passado batidas por você, e que são imperdíveis se você tem 10, 20, 50, ou 100 anos.

via GIPHY

E esses são eles, os personagens infantis que sempre nos fazem sonhar!

Série Os Karas, Pedro Bandeira

Escrita entre os anos 1984 e 2014, os seis livros que fazem parte da série Os Karas seguem os adolescentes Miguel, Magrí, Crânio, Calu e Chumbinho em diversas aventuras nas quais eles resolvem mistérios intrigantes que vão de lutar conta neonazistas a entender as mudanças que acompanham a adolescência.

Série Mary Poppins, P. L. Travers

via GIPHY

A maioria das pessoas conhece o filme protagonizado pela rainha Julie Andrews. Mas que tal se preparar pro filme novo que vem por aí, estrelado por Emily Blunt, lendo a história original? A série é composta por 8 livros que contam as aveturas da babá mágica Mary Poppins e as crianças da família Banks.

Jane Eyre, Charlotte Brontë

Um clássico da literatura, Jane Eyre inicia quando sua protagonista, a órfã Jane, é ainda criança e mal tratada pelos familiares. A história é um romance de formação que segue a pequena garota até a vida adulta.

Matilda, Roald Dahl

via GIPHY

Se você é fã do filme de 1996, por que não dar uma chance ao livro que o inspirou? Matilda é uma menina que ama ler, e apesar de ser extremamente inteligente, seus pais (e a maioria dos adultos que a cercam) não percebem o quanto ela é especial. É um livro sobre livros, e é um livro sobre ser criança que vai tocar o seu coração independentemente da idade!

Coraline e O Livro do Cemitério, Neil Gaiman

Como não amar Neil Gaiman? Além de escrever livros maravilhosos, ele é marido da Amanda Palmer! Gaiman escreve para crianças bem pequenas, crianças um pouco maiores e crianças grandes (adultos), e transita entre o seu público com maestria. Coraline já virou filme, e segue a menina quando ela e sua família se mundam para uma casa um pouco diferente, com passagens secretas e um mundo alternativo. O Livro do Cemitério é inspirado no Livro da Selva, de Rudyard Kipling. A história segue o personagem Nin, que foi criado por fantasmas no cemitério. Ao chegar à adolescência, ele resolve desbravar o mundo e encontrar respostas.

Mulherzinhas, Louise May Alcott

Outro clássico da literatura, Mulherzinhas segue as meninas da família March (Meg, Jo, Beth e Amy), que estão crescendo durante a guerra civil norte-americana. Cada uma delas tem uma personalidade diferente, e o leitor acompanha a transição de crianças para jovens mulheres, com todos os questionamentos que acompanham esse momento.

Trilogia Fronteiras do Universo, Philip Pullman

Se você, assim como eu, viu o filme A Bússola de Ouro e decidiu que os livros não valiam a pena, vem cá! O filme é uma bagunça, mas os livros, ah, os livros são sensacionais! Protagonizados pela jovem Lyra, o trilogia de Pullman traz mundos parelelos e questões filosóficas que vão te prender a cada página.

Trilogia Saga do Assassino, Robin Hobb

Fitz é o filho bastardo do príncipe, trazido à corte para ser treinado como o assassino real. Na primeira obra da trilogia, O Aprendiz de Assassino, Robin Hobb inicia a construção de um universo fascinante (e se você gostar dessa trilogia, a autora escreveu diversas outras no mesmo mundo!) que se aproxima do real, mas é cheio de mágica, dragões e pessoas que viram animais.

Anne de Green Gables, L.M. Montgomery

via GIPHY

A obra da escritora canadense segue a protagonisa órfã Anne (com E!, na série da Netflix) quando ela é mandada por engano para a fazenda do Príncipe Eduardo. Nessa fazenda, nossa protagonista conhece os irmãos Marilia e Matthew, que decidem cuidar da garota. Acompanhamos as aventuras de Anne no seu novo lar, nesse delicado romance de formação.

O Jardim Secreto, Frances Hodgson Burnett

via GIPHY

A jovem Mary fica órfã e vai morar com um tio que ela nunca conheceu, em sua isolada mansão. Ela odeia tudo e todos no início, até descobrir sobre a existência de um jardim que fica trancado desde que a esposa do tio perdeu sua vida nele. Mary decide explorar o jardim e os gritos que ela escuta pela casa. O que ela descobre muda sua vida – e a vida daqueles que a cercam.

Essas são algumas recomendações de histórias atemporais, que vão popular sua imaginação não importa a sua idade, e que você vai carregar na memória pra sempre. Elas serão lidas diferentemente dependendo de quando a gente as lê – sempre sendo resignificadas, ganhando novos sentidos conforme crescemos. Somos feitos de histórias, e viramos pessoas melhores através delas, sejam contos de fadas, aquela história que a sua vó te contava repetidamente, ou aquele livro que te fez perder o sono para ler só mais um capítulo.

Não deixe de contar pra gente quais os livros que marcaram a sua vida e que podem ser lidos por pessoas de todas as idades – adoramos adicionar mais obras na nossa lista de leituras!

Deborah Simionato
  • Colaboradora de Se Liga
  • Revisora

Deborah tem 28 anos, é formada em psicologia, mas a paixão pelos livros fez com que ela se entregasse a um mestrado e agora a um doutorado em Literaturas de Língua Inglesa. Gaúcha tentando a vida em Londres, Deborah pode ser encontrada frequentemente devorando livros e xícaras de café, e acredita que a vida seria melhor se fosse um musical cheio de música e dança.

  • Flávia R.

    Adicionaria nessa lista o livro “Pollyanna” de Eleanor H. Porter, foi uma história que li quando criança e penso que se encaixa na temática dessa lista.

Sobre

A Capitolina é uma revista online independente para garotas adolescentes. Nossa intenção é representar todas as jovens, especialmente as que se sentem excluídas pelos moldes tradicionais da adolescência, mostrando que elas têm espaço para crescerem da forma que são.

Arquivos