29 de novembro de 2015 | Colunas, Música, Se Liga | Texto: | Ilustração: Bia Quadros
Playlist: Músicas empoderadoras

A música tem superpoderes que desconhecemos – mas que a gente percebe quando se pega ouvindo aquela que toca na ferida e pensa “é isso, essa foi pra mim”. Dói, às vezes. Noutras vezes cura. Algumas são tão essenciais e necessárias que jamais poderiam servir de despertador – porque seria um desacato se deixar enjoar, essas a gente não gasta. Tem as de curtir o rolê inteiro, de fazer coreografia cas miga e também de ouvir no ônibus lotado a caminho da escola quando você  tá atrasada. É… acho que tem música pra todas as ocasiões e, se não tiver, sempre tem a possibilidade de inventar, o que também é incrível.

Eis que, conversando com algumas migas, falamos sobre como a gente sente um VRAU no coração (ou “meu deus como eu sou poderosa”) com algumas músicas e como parece que as coisas são possíveis a partir daí, só por trazer um respiro pro coraçãozinho aflito e aquela sensação de se sentir representada. É esse um dos superpoderes mais daoras da música – o de empoderar.

Daí, pra fechar a área de música nesse mês da consciência negra, as migas me indicaram músicas que as fazem se sentir empoderadas pacas e enfrentar o racismo e o machismo, além das outras todas opressões, todos os dias. E é claro que Flawless não podia faltar.

Músicas empoderadoras pacas from capitolina on 8tracks Radio.

Jade Cavalhieri
  • Colaboradora de Culinária & FVM

Boneca trouxa inveterada que perde muito tempo reclamando e clamando direito à preguiça. É escorpiana com ascendente em áries e ama mostarda de uma forma não muito saudável. Se identifica com nuvens cirrocumulos e alguma parte dentro dela ainda quer ser astronauta.

  • Helena

    migas, cês já pensaram em listar as músicas? o 8tracks só deixa passar 4, às vezes seria legal ver quais são as músicas antes 🙂
    amei, beijos.

    • http://www.revistacapitolina.com.br/ Revista Capitolina

      Helena,

      na maioria das nossas playlists a gente lista as músicas no post exatamente por isso! Desculpa, acabamos deixando passar dessa vez.

  • Dany

    Massa! Eu adicionaria mais umas, como “Toda Boa” da Zá e “Disk Denúncia” da Nina Oliveira. <3

Sobre

A Capitolina é uma revista online independente para garotas adolescentes. Nossa intenção é representar todas as jovens, especialmente as que se sentem excluídas pelos moldes tradicionais da adolescência, mostrando que elas têm espaço para crescerem da forma que são.

Arquivos