1 de abril de 2015 | Tech & Games | Texto: | Ilustração: Gabriela Sakata
Primeiro de Abril e as pegadinhas na internet

A data do Primeiro de Abril, também conhecido como o Dia da Mentira, é comemorado em muitos países. Nesse dia, a internet fica lotada de piadas, pegadinhas, declarações falsas, deixando muita gente em estado de histeria. Contudo, hoje, vou falar sobre um tipo especifico de pranks (pegadinhas) que existem na internet.

Que tal nós deixarmos de lado os anúncios surpresa dos amigos no Facebook, as histórias falsas lançadas por sites e blogs pequenos, ou matérias de sites de humor sobre notícias e, em vez disso, falarmos sobre as empresas que gastam mais do que só tempo no desenvolvimento de propagandas, aplicativos, e outros tipos de conteúdo virtual especial para esse dia tão importante.

A Google é uma das grandes engraçadinhas que todo ano lança pelo menos uma pegadinha no Dia da Mentira. Em 2010, lançou o Google Tradutor para animais, que podia traduzir gravações de animais para o inglês, por exemplo. Em 2011, Gmail Motion, onde você poderia escrever e-mails a partir de linguagem corporal, uma espécie de Kinect versão trash. O Google Maps é outro que teve uma série de possibilidades, como os mapas em 8 bits para NES (2012) e o desafio Pokémon (2014).

Outra empresa que gosta de entrar na brincadeira é a companhia aérea da Virgin. Em 2014, lançou a propaganda do Total Temperature Control, um controle de temperatura dentro do avião por passageiro, dessa forma cada cliente poderia escolher o tipo de clima que queria passar a viagem. Já em 2012, anunciou o primeiro avião com chão de vidro.

A Adblock, em 2011, e o jornal The Guardian, em 2013, lançaram propagandas para as versões próprias de uma espécie de Google Glass. Com o óculos Adblock Freedom você poderia bloquear todas as propagandas do seu dia a dia. Agora, o Guardian Goggles prometia uma possibilidade mais liberal do mundo.

Outras empresas aproveitam o Primeiro de Abril para fazerem piadas com elas mesmas, como é o caso do Netflix em 2013 e da Starbucks em 2010. Às vezes o Netflix disponibiliza categorias meio detalhada para os usuários, então, no Dia da Mentira eles colocaram temas muito detalhados e engraçados. Já a Starbucks disponibilizou, em 2010, dois tamanhos novos de copos: um shot e um balde tipo de pipoca ou de frango frito.

Tirando os exemplos que eu citei, existem mais outras milhões de pranks a nível empresarial ou institucional: todo ano saem novas pegadinhas. Mas é legal, além de curtir e compartilhar, refletir sobre como a sociedade utiliza do humor no marketing. Essas piadinhas feitas por empresas gigantescas geram muito lucro para elas também, além de muita audiência. E não só a Google, ou o Netflix, mas pessoas, outras empresas, outros grupos usam do humor para se autopromover e atingir uma audiência ainda maior.

Às vezes as coisas saem do controle. Não é porque é Primeiro de Abril que a zoeira pode ser feita de qualquer jeito. É muito comum nessa onda relevarmos propagandas machistas, racistas, preconceituosas em geral só porque é de brincadeira, principalmente no Dia da Mentira. Cuidado: ser o primeiro dia do mês não muda nada, e não podemos deixar passar propagandas de ódio levianamente.

Mas de qualquer jeito, feliz Dia da Mentira para todas! E não deixem de comentar também quais foram as suas pranks favoritas deste ano, ou dos anos passados.

Obs.: Infelizmente, os vídeos linkados são em inglês (alguns tem legenda) e o mesmo vale para os textos.

Gabriela Sakata
  • Ilustradora
  • Colaboradora do Tecnomanícas
  • Colaboradora de Artes
  • Colaboradora de Poéticas
  • Audiovisual

Gabriela, 24, moro em São Paulo/SP. Gosto de assistir documentários e umas bobagens no Netflix, ficar no Tumblr e assistir videos no Youtube. Além disso adoro achar músicas novas pra escutar, conversar sobre política, jogar Age of Empires ou Sims e ler teorias da conspiração. Estou cursando Artes Visuais e tenho um instagram com minhas ~~artes~~ (@bbbibilandia).

Sobre

A Capitolina é uma revista online independente para garotas adolescentes. Nossa intenção é representar todas as jovens, especialmente as que se sentem excluídas pelos moldes tradicionais da adolescência, mostrando que elas têm espaço para crescerem da forma que são.

Arquivos