Posts na tag "dança"
20 de agosto de 2018
Nascida e criada no bairro de Benfica, no Rio de Janeiro, a bailarina Ingrid Silva hoje brilha nos palcos de Nova Iorque. Filha de uma empregada doméstica...
1 de abril de 2017
A música é uma forma de arte que tem a habilidade de traduzir nosso humor: tem música para quando estamos tristes, quando estamos felizes, quando estamos...
23 de julho de 2015
Dançar é algo que faz parte do ser humano. Não importa quem você é ou de onde veio, pelo menos alguma vez na vida você já dançou por puro prazer. E...
21 de abril de 2015
Os humanos descobriram (ou inventaram) a música há tempo pra caramba. Fico imaginando um Neanderthal ou um Homo Sapiens ouvindo um passarinho ou prestando...
2 de abril de 2015
Transcrição por Ana Gabriela Muita gente que vive em São Paulo ou na região metropolitana já foi ao Centro Cultural São Paulo. O espaço é...
7 de novembro de 2014
Uma vez, já faz um bom tempo, eu estava na catraca da estação República, em São Paulo, esperando alguém, quando reparei em umas moças que estavam com...
4 de novembro de 2014
Ilustradora: Isadora M. Eu nunca conheci alguém que não gostasse de dançar, só muitas pessoas que não se sentem confortáveis dançando em público....
2 de setembro de 2014
A seção de dicas culturais é por onde indicamos eventos dos mais variados para nossas queridas leitoras! É uma parte da revista que estará em constante...
25 de agosto de 2014
Ilustração: Bárbara Fernandes. Desde que eu me entendo por gente, o amor tem sido minha principal prioridade na vida. De maneiras diferentes, ele tem...
22 de junho de 2014
Ilustração: Bárbara Fernandes. A dança acompanha os humanos desde muito muito muuuuuuuuuuito cedo. Várias vezes já foram encontradas pinturas...
2 de junho de 2014
Ilustração: Heleni Andrade. A seção de dicas culturais é por onde indicamos eventos dos mais variados para nossas queridas leitoras! É uma parte da...
Sobre

A Capitolina é uma revista online independente para garotas adolescentes. Nossa intenção é representar todas as jovens, especialmente as que se sentem excluídas pelos moldes tradicionais da adolescência, mostrando que elas têm espaço para crescerem da forma que são.

Arquivos