28 de outubro de 2014 | Ano 1, Edição #7 | Texto: | Ilustração:
Tinha uma pedra no meio do quadrinho: Do lado de lá

Ontem à noite, o céu não estava estrelado, mas a noite estava quente e gostosa. Era possível ouvir alguns homens fazendo uma obra na esquina, e por vezes um ou outro carro passava lá longe, na rua principal. Mas a verdade é que, ontem à noite, enquanto meus pais dormiam no quarto do outro lado do corredor, eu estava dentro de uma caverna na arena do décimo quarto Jogos Vorazes. Katniss e Peeta aproveitaram para se recuperar dos ferimentos enquanto chovia – apesar do céu estar limpo se eu olhasse pela janela. Após menos de uma hora, eu estava em Panem. Um segundo depois, estava em São Paulo, Brasil.

Quantas vezes não nos jogamos nesses milhões de mundos? Todos os filmes que assistimos, livros que lemos, histórias que nos contam os avós. Quantas vezes não ficamos no lado de cá pensando como seria bom estar do lado de lá das histórias? Pois bem. Foi assim que cheguei nesse quadrinho, pensando: se enquanto estou aqui, abro meu guarda-roupa com esperança de encontrar Nárnia em seus fundos, será que em Nárnia eu procuraria o poste de luz para voltar pra casa?

 

10744200_10205154622611379_701329689_o

Clara Browne
  • Cofundadora
  • Ex-editora Geral

Clara nasceu em 1994 no Rio de Janeiro, mas se mudou para São Paulo ainda pequena. Estuda Letras e sempre gostou mais de poesia do que de prosa. Ama arte moderna, suéteres e o musical Jesus Cristo Superstar. Aprendeu a fazer piadas com seu nome e sobrenome por sobrevivência. Em setembro de 2013, teve a ideia da Capitolina, a qual co-editou até setembro de 2016. Hoje em dia, ela escreve pra um montão de lugares. É 50% Corvinal e 50% Lufa-Lufa.

Sobre

A Capitolina é uma revista online independente para garotas adolescentes. Nossa intenção é representar todas as jovens, especialmente as que se sentem excluídas pelos moldes tradicionais da adolescência, mostrando que elas têm espaço para crescerem da forma que são.

Arquivos