20 de maio de 2015 | Tech & Games | Texto: | Ilustração: Bárbara Fernandes
Tutorial: os joguinhos do Windows

Alguma de vocês, quando era criança e ainda não sabia navegar na internet, curtia ficar brincando com os joguinhos que vinham com o computador? E quem pegou o gostinho e joga algum deles até hoje?

Atualmente, temos uma enorme gama de games superacessíveis, seja no celular ou até nos doodles do Google, mas às vezes acabamos recorrendo aos joguinhos do Windows por alguma razão do destino. Eles nem sempre são intuitivos sobre as regras, porém: com alguns a gente não se dá bem de primeira e nunca mais pega de novo; com outros, ficamos muito boas logo de cara e começamos a jogar esporadicamente; e, em alguns, vamos na sorte porque não deu para entender o jogo, mas rolou certa simpatia entre vocês (minha história com o campo minado). Dependendo da sua edição do Windows, existem vários jogos de cartas, tabuleiro e até jogos infantis, mas hoje resolvi dar uma pincelada nos mais populares.

Campo Minado
Um dos mais famosos do Windows, é um jogo de lógica que parece simples.
Objetivo do jogo: Descobrir quadrados vazios e evitar as minas escondidas. Ao clicar em uma, você morre!
Como jogar? Se você clicar em uma mina, a partida acaba. Caso clique em um quadrado vazio, o jogo continua.
E aqueles números? Aí é que morava minha curiosidade. Os números informam quantas minas estão escondidas nos oito quadrados que cercam eles. Dada essa informação, conseguíamos ter base para pensar em alguma estratégia e fugir das minas.

Copas
Jogo de cartas em rodadas, contra três adversários do computador.
Objetivo do jogo: Fazer o menor número de pontos possível.
Como jogar? Começa com cada jogador passando três cartas para o adversário, de preferência, as Copas, pois eles também passarão a maioria das Copas deles para você. Começa jogando quem possui o Dois de Paus para iniciar a primeira vaza (jargão para as cartas jogadas em uma rodada). Deve-se seguir com uma carta do mesmo naipe, e caso você não tenha, poderá jogar qualquer outra (exceto durante a primeira rodada, quando não se pode jogar qualquer carta de Copas ou a Rainha de Espadas). Quem jogar a maior leva todas as cartas da rodada e inicia a próxima – as cartas são classificadas do Ás (maior) ao Dois (menor). Pode-se começar as rodadas subsequentes com uma carta de qualquer naipe, menos Copas (a não ser que alguém tenha jogado na rodada anterior). A partida acaba quando um jogador alcança os 100 pontos (são contabilizados 1 ponto por cada carta de Copas e 13 pontos para a Rainha de Espadas), sendo assim, o jogador com o menor total de pontos vence.

FreeCell
Uma espécie de paciência jogado com apenas um baralho. O nome vem das quatro células vazias (free cells) localizadas no canto superior direito.
Objetivo do jogo: Organizar quatro pilhas de 13 cartas em ordem crescente (do Ás até o Rei) – um naipe por pilha – em cada uma das quatro células vazias.
Como jogar? No canto superior esquerdo há quatro espaços vazios onde você pode armazenar temporariamente as cartas durante o jogo para remanejar outras. Já no canto superior direito há quatro células onde você formará as pilhas organizadas para vencer a partida. As cartas precisam ser colocadas na coluna em ordem sequencial decrescente e é necessário alternar naipes vermelhos com pretos. Caso você não saiba o que fazer, peça dicas pressionando a tecla H.
Você pode mover as cartas nas colunas inferior das seguintes formas:

  • De uma coluna para uma célula vazia.
  • De uma coluna para outra.
  • De uma célula vazia para uma coluna. 

Paciência
Esse é muito famoso, considerado um dos jogos para computador mais populares de todos os tempos.
Objetivo do jogo: Organizar o baralho em quatro pilhas de cartas em ordem crescente (do Ás até o Rei), uma para cada naipe.
Como jogar? Cada base deve ser começada com a carta mais baixa – Ás –, e se não houver nenhuma, você terá que remanejar as cartas entre as colunas até achá-la, porém, não é viável mover as cartas entre duas colunas aleatórias. Lembre-se de que as colunas devem ser formadas com alteração entre os naipes vermelhos e pretos e por ordem decrescente – do Rei ao Ás –, ou seja, você pode colocar um sete por cima do oito, mas não sobre um dez. A jogabilidade não se limita a uma única carta: também pode-se mover grupos de cartas organizadas sequencialmente entre as colunas. Quando não restam jogadas possíveis, clique no baralho no canto superior esquerdo para ver as opções de cartas para remanejar. Recomendo, porém, que você dê prioridade a virar as cartas voltadas para baixo nas colunas inferiores.

Paciência Spider
Variação da Paciência que usa dois baralhos.
Objetivo do jogo: Retirar todas as cartas da mesa com o menor número de movimentos.
Como jogar? Você deve retirar todas as cartas da mesa organizando colunas feitas em ordem decrescente (do Rei ao Ás). Quando ocorrer de você não ter mais movimentos disponíveis, clique na pilha na parte inferior do tabuleiro e será distribuída uma nova fileira de cartas. É daqueles jogos que quanto mais cartas estiverem em jogo, mais opções de movimentos você terá, então explorar as cartas viradas acaba sendo importante para que ele flua melhor.

Sobre

A Capitolina é uma revista online independente para garotas adolescentes. Nossa intenção é representar todas as jovens, especialmente as que se sentem excluídas pelos moldes tradicionais da adolescência, mostrando que elas têm espaço para crescerem da forma que são.

Arquivos