17 de agosto de 2014 | Ano 1, Edição #5 | Texto: | Ilustração:
Tutorial: Tie-Dye

tiedye-jordanaandradeIlustração por Jordana Andrade

Há muitos e muitos anos uma das características que diferencia os seres humanos dos outros animais é o uso de roupa. Parece que tudo começou por causa da necessidade de se proteger de fatores externos, como o frio, mas logo a roupa se tornou um adereço com outros fins. No decorrer da história dá pra perceber como a roupa tem muita importância e reflete a configuração social, cultural e até política de uma época e/ou local. Desde a Idade Antiga, por exemplo,  a roupa está relacionada ao estrato social. E no começo desse século, no período que contempla as duas grandes guerras, o vestuário (principalmente o dito feminino) sofreu grandes mudanças. O espartilho entrou em desuso e calças e saias mais curtas e leves passaram a ser usadas etc, e tudo por causa de um acontecimento político. O que eu quero dizer é que a roupa pode fazer parte da nossa identidade. Eu mesma adoro ter roupas que refletem o que eu sou de alguma maneira e um bom jeito de ter roupas assim é fazendo você mesma.

É por isso que hoje eu vou ensinar a fazer um tipo de estampa maneiríssima e bem colorida, o Tie-Dye (ou shibori, como os japoneses chamam), que é uma técnica criada no Oriente há muito tempo e na tradução literal significa “amarrar e tingir”. Lá pelos anos 70, no Ocidente, essa técnica se tornou popular como estampa de roupas e era usada principalmente pela galera da contracultura e até hoje tem muita gente que adora!

É bem fácil de fazer e existe uma infinidade de estampas. Dessa vez, eu vou ensinar a fazer a espiral, mas eu criei um painel no Pinterest com algumas imagens de outros tipos de estampas pra vocês tentarem. Tá aqui.

O que vocês vão precisar:

1 camiseta de algodão nova ou velha, branca ou de alguma outra cor clarinha

1 borrifador

Tintas pra tecido

Elásticos ou  alguma linha resistente (barbante, nylon, etc)

Álcool líquido

Água

FOTO 1

Passo 1: Borrifar água + álcool numa proporção de 1/1 em toda a camiseta. Tem que deixá-la úmida e não encharcada.

FOTO 2

Passo 2: Enrolar, enrolar, enrolar e amarrar!

FOTO 3

Passo 3: Preparar no borrifador uma mistura de tinta, água e álcool ou só álcool. Eu não sei a proporção exata, segui a intuição, mas a tinta não pode ficar muito diluída, senão vai se espalhar muito. Agora é só ir pintando os ”gominhos”; quanto mais cores, mais louco vai ficar!

FOTO 4

Eu usei cores quentes pra combinar com a Capitolina!

output_t4MocR

Agora é só deixar a camiseta amarrada desse jeitinho por umas 8 horas. Segure a ansiedade, não use secador, senão vira borrão – o que não é tão ruim porque tie-dye borrado também fica bonito.
Depois desse tempo é só tirar os elásticos e deixar secando. Vai ficar mais ou menos assim:

FOTO 6

FOTO 7

Dicas:
-Se o borrifador não estiver funcionando bem ou se você não tiver um, dá pra preparar a tinta em um copo e ir derramando ela na camiseta, mas com cuidado pra não sujar tudo.
-É sempre bom lavar a camiseta depois, pra sair o excesso de tinta. Mas NÃO usem alvejantes.
-Reza a lenda que deixar a camiseta na água com sal por um tempo ajuda a fixar a tinta. Eu costumo fazer isso pra não arriscar.

 

Bárbara Fernandes
  • Colaboradora de Culinária & FVM
  • Ilustradora

Bárbara, 21 anos, vinte vividos na cidade de São Paulo até o dia da fuga pro sul numa tentativa falha de pertencer a algum lugar. Não sabe fazer decisões, medrosa além do normal, odeia usar sapato, sempre lê tudo o que está escrito nas embalagens, gosta de ficar conversando com os gatos e de tomar banho no escuro.

  • Pingback: Tutorial de estampa - Capitolina()

  • Ewellyn Araujo

    Ameiiii!

  • Anne

    Bárbara, sempre fico com um problema na hora de fazer tye dye, quanto eu ponho pra lavar depois da camiseta ficar seca, as cores mancham tudo! O que será que eu faço de errado? Eu uso aquelas tintas em pó pra tecido, dissolvo elas bem na água antes de aplicar e mesmo assim a camiseta seca com aqueles gruminhos da tinta, sabe? E aí a tinta vai pra lugares que não quero ou então se misturam com outras cores. Alguma dica? Beijos.

    • Maely Sampaio

      tinta em pó pra tecido não são muito apropriadas pra fazer tie-dye por que sai na lavagem. o melhor mesmo é tinta pra tecidos, custa uns 3,4 reais o potinho, qualquer lugar de artesanato vende.

      • Anne

        fiz uma com essas tintas e manchou de novo, acho que vou comprar um borrifador mesmo e ver se resolve, eu colocava a tinta com embalagem de shampoo, então deve ser por isso que fica manchada… e acho que não vou tirar o excesso da tinta porque sempre borra.

Sobre

A Capitolina é uma revista online independente para garotas adolescentes. Nossa intenção é representar todas as jovens, especialmente as que se sentem excluídas pelos moldes tradicionais da adolescência, mostrando que elas têm espaço para crescerem da forma que são.

Arquivos